Autorama Estrela - 1/24 Torre Cheetah

Autorama Estrela - 1/24 Torre Cheetah

Autorama Estrela - 1/24 Torre Cheetah

R$20,00
Quantidade :

Novo, artesanalmente feito em resina, para carros 1/24. Identico ao original.

Histórico do Automodelismo de Fenda (Autorama) no Brasil

No final da década de 50 e início da década de 60, os então automodelistas de competição com seus micro-modelos a controle remoto encontravam dificuldade na disputas, pois muitas vezes acabavam enroscados com os cordões umbilicais que ligavam os controladores (direção, aceleração e frenagem) aos seus micro-modelos. Baseados na observação do férro-modelismo, imaginaram criar a semelhança de trilhos, Fendas (Slots) que   servissem de guia para a direção de seus auto-modelos; criaram inicialmente pinos fixos nos chassis para seguir a fenda, e os contatos eram fixados   ao fundo dos mesmos chassis. Posteriormente,   adotaram sapatas móveis (pickup-shoes) com os contatos, já com cordoalhas fixados nas mesmas, o que permitiria aos contatos permanecerem alinhados com as tiras de cordoalhas fixas ao longo da pista. Para a transmissão da corrente elétrica, introduziram duas sapatas flexíveis (lâminas de latão ou niquelina) que entravam em contato com dois trilhos metálicos ligados aos controladores, reóstatos, que eram manejados pelos competidores. O sistema foi aperfeiçoado com a adoção da sapata móvel e a instalação de cordoalhas na pista, em substituição aos frisos metálicos.

O automodelismo de fenda nasceu nos EUA sob o nome de Slot car e posteriormente com a industrialização do Japão recebeu o nome comercial de autorama. Sob licença passou a ser produzido no Brasil pela fabrica Estrela, mantendo a denominação japonesa e sendo divulgado como brinquedo. Com essa denominação o automodelismo de fenda quase foi jogado ao abandono das caixas de brinquedos em quartos de crianças.   Em 1961, o autorama já era um brinquedo difundido nos Estados Unidos. Em Porto Alegre, alguns comandantes da Varig trouxeram a novidade para o Brasil. Na mesma época em São Paulo, o grupo de senhores, Felício Cavalli, Bié, Alfredo Araujo, Ewaldo Pacini de Almeida, José Alvares Moraes e outros todos do signo de escorpião começaram se interessar também pelo esporte e fundou a primeira escuderia, a "SCORPIUS" que treinava e competia numa pista montada num quintal do Brás. A pista foi feita com martelos e talhadeiras, os carrinhos eram preparados por eles mesmos. Em 1963 a loja Mobral Modelismo de São Paulo, começou a importar equipamentos e carrinhos de autorama,   no ano seguinte a Estrela lançava seu primeiro autorama no festival realizado no DEFE, no qual Emerson Fittipaldi tiraria o terceiro lugar. Alguns pioneiros, que eram aotomodelistas de "carteirinha" entusiasmados com a oportunidade, iniciaram com a desculpa de "manutenção e testes" passaram a dedicar-se de corpo e alma ao novo ESPORTE-MODELISMO. Assim começaram a surgir casas especializadas.

Surgiram algumas pistas de competição amadoras, subseqüentemente algumas profissionais. Iniciou-se  assim um movimento espontâneo de retorno às origens do automodelismo de fenda. Com isso pais e filhos passaram a dedicar-se juntamente com amadores e profissionais no desenvolvimento desse esporte modelismo. Nesses anos que convivemos com o lado esportivo tanto quanto com o lado modelista, aprendemos o valor da sua prática. O automodelismo, como todas as outras formas de hobbies, demonstraram a função catalisadora de co-participação e desenvolvimento socio-cultural de seus participantes, a importância significativa na formação do caráter e da personalidade de quem prática.

Como Funcionam

O autorama ou slot car, como é conhecido nos EUA, é um carro em escala 1/24 ou 1/32 que anda em uma pista de madeira, geralmente com 48m de comprimento, ou como foi mais conhecido no Brasil como o autorama residencial amador, com peças de encaixar de plástico. Os carros andam em uma fenda que possue duas cordoalhas e alimentadas com 13.8 volts de corrente continua (baterias).O carro em escala possue um guia para andar na fenda, chassis em aço, carroceria em lexan ou acetato, pneus de borracha relação de coroa e pinhão em aço e nylon, e motor elétrico de 13.8 volts (corrente continua) de escovas (carvões) e imãs permanentes.

Estes "carrinhos" nos seus modelos mais sofisticados chegam aos inacreditáveis 160 km/h !!! Estes carros necessitam de muito reflexo, em uma pista oficial com traçado "Blue king" de 48 metros, o recorde mundial de tomada de tempo, (dar uma volta completa no circuito) informatizado, é de 1.590 segundos !!! É o segundo esporte em reflexo perdendo apenas para a esgrima. Nas corridas quem ganha é quem der mais voltas, (com tempo determinado) revezando nas 8 fendas que as pistas tem, identificadas por cores que acompanham a cordoalha, Os pegas são eletrizantes.

Fabricantes
Busca Rápida
 
Use palavras para encontrar rapidamente o que procura.
Busca Avançada